Disciplina de Manutenção

 

Objectivos

- Conhecimento dos princípios de gestão da manutenção quanto aos aspectos: técnicos, económicos, documentais e de efectivos;

- Capacidade de aplicar análises de fiabilidade para a partir de dados históricos estimar os períodos de substituição de componentes em programas de manutenção preventiva do tipo sistemático;

- Conhecimento das técnicas de análise de condição e de diagnóstico cuja aplicação em manutenção preditiva é mais relevante;

- Capacidade de desenvolver programas de manutenção preditiva por aplicação de técnicas de análise de vibrações;

- Conhecimento das técnicas de medição e dos parâmetros mais usuais para avaliação de rugosidades superficiais, com identificação das especificidades de cada um deles;

- Capacidade de analisar a distribuição de tensões e deformações em contactos não conformados (tipo esfera/plano e cilindro/cilindro) com e sem atrito;

- Conhecimento das principais causas de origem do atrito de escorregamento e dos mecanismos intervenientes;

- Capacidade de identificação dos mecanismos de desgaste e conhecimento da capacidade dos materiais lhe resistirem;

- Conhecimento dos parâmetros característicos dos lubrificantes;

- Capacidade de identificar os parâmetros de desempenho de chumaceiras e fazer análise comparativa das várias soluções;

- Capacidade de cálculo, por métodos aproximados aplicados a casos de geometria simples, de chumaceiras com lubrificação hidrodinâmica;

 

Programa Mínimo

1 - Organização estrutural da manutenção: Organograma dos serviços de manutenção. Níveis de manutenção. As diferentes formas de manutenção: curativa, preventiva sistemática e condicionada. Manutenção por ronda. Complementaridade das acções curativas e preventivas. Subcontratação em manutenção.

2 - Organização documental da manutenção: Inventário. Dossier-Máquina. Arquivo de histórico.

3 - Gabinete técnico ou serviço de métodos de manutenção: preparação dos trabalhos de manutenção. Prioridade de preparação, tabelas de criticidade e análise ABC. A preparação das diferentes formas de manutenção.

4 - Manutenção condicionada ou predictiva: comparação da manutenção condicionada com as restantes formas de manutenção. Análise da condição dos equipamentos por aplicação da termografia, da análise de óleos lubrificantes e da análise de vibrações. Aplicação da análise de vibrações à manutenção de máquinas rotativas.

5 - Planeamento da manutenção: níveis de planeamento. Especificidade dos trabalhos de manutenção: urgência. Plano de carga, problemas de sobrecarga. Sub-contratação em manutenção.

6 - Análise de custos de manutenção: custos directos de manutenção. Custos indirectos. Custo de posse de um equipamento. Custos médios anuais de manutenção.

7 - Aplicação da fiabilidade à manutenção sistemática de equipamentos: evolução típica das avarias no tempo. Taxa de avarias. Aplicação dos conceitos de fiabilidade em manutenção. Leis de fiabilidade. Fiabilidade de sistemas em série e redundantes.

8- Tribologia.

8.1 Propriedades físicas e químicas das superfícies.

8.2 Mecânica de contacto – tensões e deformações em contactos com e sem atrito.

8.3 Atrito de superfícies com movimento de escorregamento.

8.4 Lubrificação. Análise comparativa do desempenho de chumaceiras de rolamento e de escorregamento.

8.5 Degradação de superfícies por desgaste.

 

Docente

Nome – Amílcar Lopes Ramalho

Emailamilcar.ramalho@dem.uc.pt

Web